fbpx
Pular para o conteúdo

A arte final não inclui a marca d’água do PetPosts.

Post 295

R$5,50

Este conteúdo faz parte do site PetPosts. A cópia e uso (total ou parcial) sem a respectiva compra constitui USO INDEVIDO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, passível de punição nos termos da lei, incluindo multa e detenção. Seu IP foi registrado e poderá ser utilizado para fins legais em caso de uso indevido deste conteúdo.
– Este é um post de conteúdo. As cores da imagem e a posição da sua personalização são exatamente as mesmas que você vê nesta amostra.
– A arte é entregue em arquivo de imagem (JPG), 100% pronta (não-editável), sem a marca d’água do PetPosts.
– Os posts não são entregues sem personalização.

Texto com 303 palavras

Assim como os humanos, cães também sofrem com o refluxo gastroesofágico, que ocorre quando o alimento, que já estava no estômago e deveria seguir em direção ao intestino, retorna para o esôfago e boca, involuntariamente.

Esse retorno do bolo alimentar, já misturado ao suco gástrico (que é muito ácido), gera dor e bastante irritação, levando o cão a sentir náusea, regurgitar ou vomitar. É uma condição que, se não tratada, pode causar esofagite, úlceras, perfurações esofágicas e até pneumonia, se o pet aspirar o conteúdo alimentar.

Muitos cães são afoitos na hora de comer – e esta é uma das principais causas do refluxo. Eles ingerem uma grande quantidade de alimento muito rapidamente, ultrapassando sua capacidade estomacal – e ele acaba “retornando” por onde chegou. Isso acontece especialmente nas raças menores, que têm o estômago bem pequeno.

Mas existem também outras possíveis causas: predisposições genéticas, infecções bacterianas, problemas anatômicos ou doenças que afetam o sistema digestivo dos cães.

Como os sintomas do refluxo – regurgitação, vômito, falta de apetite e perda de peso – são comuns a diferentes doenças, é fácil confundir o refluxo com outros problemas de saúde. Ao observar esses sintomas, leve o seu amigão ao médico-veterinário, para que ele possa receber o diagnóstico e o tratamento corretos.

O veterinário poderá solicitar exames, como a endoscopia, para confirmar o diagnóstico. Poderá também prescrever uso contínuo de protetor gástrico e antiemético (para evitar vômitos). Em alguns casos, pode até ser necessária uma intervenção cirúrgica.

E, claro, o tratamento envolve também as mudanças comportamentais. Ofereça porções menores e espaçadas ao longo do tempo, para que ele não encha demais o estômago.

Todo pet adora comer! Mas comer “como se não houvesse amanhã” pode ser, no dia de hoje, a principal causa de refluxo – e de bastante desconforto para o seu melhor amigo.

#refluxoemcaes #meupetevida #cuidadosveterinarios #alimentacaocanina #cuidadoscomoscaes #cuidadopet

Assim como os humanos, cães também sofrem com o refluxo gastroesofágico, que ocorre quando o alimento, que já estava no estômago e deveria seguir em direção ao intestino, retorna para o esôfago e boca, involuntariamente.

Esse retorno do bolo alimentar, já misturado ao suco gástrico (que é muito ácido), gera dor e bastante irritação, levando o cão a sentir náusea, regurgitar ou vomitar. É uma condição que, se não tratada, pode causar esofagite, úlceras, perfurações esofágicas e até pneumonia, se o pet aspirar o conteúdo alimentar.

Muitos cães são afoitos na hora de comer – e esta é uma das principais causas do refluxo. Eles ingerem uma grande quantidade de alimento muito rapidamente, ultrapassando sua capacidade estomacal – e ele acaba “retornando” por onde chegou. Isso acontece especialmente nas raças menores, que têm o estômago bem pequeno.

Mas existem também outras possíveis causas: predisposições genéticas, infecções bacterianas, problemas anatômicos ou doenças que afetam o sistema digestivo dos cães.

Como os sintomas do refluxo – regurgitação, vômito, falta de apetite e perda de peso – são comuns a diferentes doenças, é fácil confundir o refluxo com outros problemas de saúde. Ao observar esses sintomas, leve o seu amigão ao médico-veterinário, para que ele possa receber o diagnóstico e o tratamento corretos.

O veterinário poderá solicitar exames, como a endoscopia, para confirmar o diagnóstico. Poderá também prescrever uso contínuo de protetor gástrico e antiemético (para evitar vômitos). Em alguns casos, pode até ser necessária uma intervenção cirúrgica.

E, claro, o tratamento envolve também as mudanças comportamentais. Ofereça porções menores e espaçadas ao longo do tempo, para que ele não encha demais o estômago.

Todo pet adora comer! Mas comer “como se não houvesse amanhã” pode ser, no dia de hoje, a principal causa de refluxo – e de bastante desconforto para o seu melhor amigo.

#refluxoemcaes #cuidadosveterinarios #alimentacaocanina #cuidadoscomoscaes #cuidadopet

R$5,50

Conheça também outros posts:

  • Post 147

    Ler texto R$5,50 Comprar
  • Post 309

    Ler texto R$5,50 Comprar
  • Post 036

    Ler texto R$5,50 Comprar
  • Post 012

    Ler texto R$5,50 Comprar

O que vou receber ao fazer uma compra?

Cada um dos posts inclui:

1. Arte com imagem em alta resolução, personalizada com seu nome e seus dados. A arte final não conterá a marca d’água, nem qualquer referência ao PetPosts.

2. Texto/Descrição, com informações confiáveis, de alta qualidade e fácil leitura. Conteúdo profissional, com um toque divertido sensível e inteligente, que vai encantar quem ama pets! Média de 300 palavras por texto. Você poderá editá-los, se desejar.

3. Hashtags relevantes, para você se destacar, mesmo para quem ainda não é seu seguidor. Você também poderá editar suas hashtags, se desejar.

Quando vou receber meus posts personalizados?

Após sua compra e confirmação do pagamento, nossa equipe entrará em contato com você para definir a personalização dos seus posts, em até 1 dia útil. Você poderá adicionar sua logomarca (veja as especificações) ou seu nome, CRMV e telefone. Definida a personalização, ela será aplicada a todos os posts comprados por você.

Você receberá, então, um e-mail com todos os posts personalizados, seus respectivos textos e hashtags. Pronto! Você poderá postar nas redes sociais que desejar. Veja este vídeo, que explica como passo a passo como fazer as postagens.

Lembre-se de postar com a maior frequência possível! Isto gera maior sua visibilidade, aumenta o número de potenciais seguidores e favorece o engajamento deles com seu conteúdo!

//