fbpx
Pular para o conteúdo

A arte final não inclui a marca d’água do PetPosts.

Post 232

R$5,50

Este conteúdo faz parte do site PetPosts. A cópia e uso (total ou parcial) sem a respectiva compra constitui USO INDEVIDO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, passível de punição nos termos da lei, incluindo multa e detenção. Seu IP foi registrado e poderá ser utilizado para fins legais em caso de uso indevido deste conteúdo.
– Este é um post de conteúdo. As cores da imagem e a posição da sua personalização são exatamente as mesmas que você vê nesta amostra.
– A arte é entregue em arquivo de imagem (JPG), 100% pronta (não-editável), sem a marca d’água do PetPosts.
– Os posts não são entregues sem personalização.

Texto com 288 palavras

Assim como nos humanos, a epilepsia é uma doença crônica, relacionada a atividades anormais, e temporárias, dos impulsos elétricos no sistema nervoso central, podendo provocar crises convulsivas imprevisíveis, com alterações involuntárias dos movimentos, tanto em cães, quanto em gatos.

É uma doença com baixa incidência e que, infelizmente, não tem cura. No entanto, existem tratamentos que diminuem em até 80% as crises, evitando maiores danos à saúde e permitindo boa qualidade de vida ao animal.

A epilepsia pode ter origem primária, ou seja, ocorrer por herança genética, ou secundária, surgindo por exemplo, em razão de traumas físicos, como um traumatismo craniano, em decorrência de envenenamento ou como consequência de outras doenças, como a cinomose.

A epilepsia pode ocorrer em animais de qualquer idade ou sexo, porém, costuma ser mais frequente em animais de raças puras. As crises convulsivas normalmente duram de 2 a 3 minutos, com alguns sintomas característicos: movimentos involuntários e perda de equilíbrio, hiperatividade, salivação excessiva, micção e defecação espontâneas, rigidez muscular e consequente dificuldade para caminhar.

A epilepsia é o que se pode chamar de doença silenciosa. Normalmente os tutores só tomam conhecimento dela depois que a primeira crise acontece. Porém, com uma investigação minuciosa, por meio de exames clínicos, laboratoriais e de imagem, o médico-veterinário pode detectá-la precocemente, confirmar o diagnóstico e tratá-la, de modo a evitar as crises convulsivas.

Embora não exista cura, o controle geralmente é feito com o uso de medicamentos prescritos pelo médico-veterinário, que orientará os tutores também em relação aos cuidados durante uma eventual crise.

Estar sempre atento ao comportamento do seu pet é um sinal de carinho e a garantia de que, mesmo que ele tenha uma crise, estará em mãos cuidadoras e prontas para auxiliá-lo, sempre que precisar.

#epilepsiacanina #meupetevida #epilepsiafelina #epilepsiapet #convulsãocanina #cuidadocomopet

Assim como nos humanos, a epilepsia é uma doença crônica, relacionada a atividades anormais, e temporárias, dos impulsos elétricos no sistema nervoso central, podendo provocar crises convulsivas imprevisíveis, com alterações involuntárias dos movimentos, tanto em cães, quanto em gatos.

É uma doença com baixa incidência e que, infelizmente, não tem cura. No entanto, existem tratamentos que diminuem em até 80% as crises, evitando maiores danos à saúde e permitindo boa qualidade de vida ao animal.

A epilepsia pode ter origem primária, ou seja, ocorrer por herança genética, ou secundária, surgindo por exemplo, em razão de traumas físicos, como um traumatismo craniano, em decorrência de envenenamento ou como consequência de outras doenças, como a cinomose.

A epilepsia pode ocorrer em animais de qualquer idade ou sexo, porém, costuma ser mais frequente em animais de raças puras. As crises convulsivas normalmente duram de 2 a 3 minutos, com alguns sintomas característicos: movimentos involuntários e perda de equilíbrio, hiperatividade, salivação excessiva, micção e defecação espontâneas, rigidez muscular e consequente dificuldade para caminhar.

A epilepsia é o que se pode chamar de doença silenciosa. Normalmente os tutores só tomam conhecimento dela depois que a primeira crise acontece. Porém, com uma investigação minuciosa, por meio de exames clínicos, laboratoriais e de imagem, o médico-veterinário pode detectá-la precocemente, confirmar o diagnóstico e tratá-la, de modo a evitar as crises convulsivas.

Embora não exista cura, o controle geralmente é feito com o uso de medicamentos prescritos pelo médico-veterinário, que orientará os tutores também em relação aos cuidados durante uma eventual crise.

Estar sempre atento ao comportamento do seu pet é um sinal de carinho e a garantia de que, mesmo que ele tenha uma crise, estará em mãos cuidadoras e prontas para auxiliá-lo, sempre que precisar.

#epilepsiacanina #epilepsiafelina #epilepsiapet #convulsãocanina #cuidadocomopet

R$5,50

Conheça também outros posts:

  • Post 160

    Ler texto R$5,50 Comprar
  • Post 350

    Ler texto R$15,00 Comprar
  • Post 217

    Ler texto R$5,50 Comprar
  • Post 284

    Ler texto R$5,50 Comprar

O que vou receber ao fazer uma compra?

Cada um dos posts inclui:

1. Arte com imagem em alta resolução, personalizada com seu nome e seus dados. A arte final não conterá a marca d’água, nem qualquer referência ao PetPosts.

2. Texto/Descrição, com informações confiáveis, de alta qualidade e fácil leitura. Conteúdo profissional, com um toque divertido sensível e inteligente, que vai encantar quem ama pets! Média de 300 palavras por texto. Você poderá editá-los, se desejar.

3. Hashtags relevantes, para você se destacar, mesmo para quem ainda não é seu seguidor. Você também poderá editar suas hashtags, se desejar.

Quando vou receber meus posts personalizados?

Após sua compra e confirmação do pagamento, nossa equipe entrará em contato com você para definir a personalização dos seus posts, em até 1 dia útil. Você poderá adicionar sua logomarca (veja as especificações) ou seu nome, CRMV e telefone. Definida a personalização, ela será aplicada a todos os posts comprados por você.

Você receberá, então, um e-mail com todos os posts personalizados, seus respectivos textos e hashtags. Pronto! Você poderá postar nas redes sociais que desejar. Veja este vídeo, que explica como passo a passo como fazer as postagens.

Lembre-se de postar com a maior frequência possível! Isto gera maior sua visibilidade, aumenta o número de potenciais seguidores e favorece o engajamento deles com seu conteúdo!

//