fbpx
Pular para o conteúdo

A arte final não inclui a marca d’água do PetPosts.

Post 121

R$5,50

Este conteúdo faz parte do site PetPosts. A cópia e uso (total ou parcial) sem a respectiva compra constitui USO INDEVIDO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, passível de punição nos termos da lei, incluindo multa e detenção. Seu IP foi registrado e poderá ser utilizado para fins legais em caso de uso indevido deste conteúdo.

A marca d’água NÃO faz parte das artes.
– A arte é entregue sem a marca d’água do PetPosts.
– As cores da imagem e a posição da sua personalização são as mesmas que você vê nesta amostra.
– Os posts não são entregues sem personalização.

Texto com 329 palavras

Hipoglicemia é a baixa taxa de açúcar no sangue.
Existem causas diversas para o seu surgimento, que vão desde a desnutrição até algumas doenças do fígado ou até a presença de parasitas intestinais. Problemas no pâncreas também pode levar o pet a um quadro de hipoglicemia.

Raças de pequeno porte, quando ainda jovens, e por não terem reserva de gordura ou fígados maduros, não conseguem produzir metabolizar o açúcar de que necessitam para fornecer energia ao corpo – e podem apresentar hipoglicemia, mesmo sendo animais saudáveis.

Cães diabéticos, por exemplo, podem sofrer de hipoglicemia por receberem dose inadequada de insulina. Neste caso, visitas regulares ao médico-veterinário são fundamentais para a manutenção das dosagens sempre adequadas.

Se o seu cão estiver com baixa taxa de açúcar no sangue, a primeira coisa que vai notar é que ele vai ficar sonolento, fraco, desorientado e até cambaleante.

Se, além disso, você observar que seu cão está fraco a ponto de desmaiar, está tendo convulsões ou está com dificuldades de respiração, leve-o imediatamente ao médico-veterinário, para uma avaliação. Infelizmente, a hipoglicemia grave, sem a devida assistência, pode levar ao óbito.

O quadro pode parecer assustador, mas se é reconhecido a tempo, pode ser melhorado com relativa rapidez. A primeira ação é oferecer algo para ele comer. Poucas colheres de comida costumam resolver, se o que ele tem é hipoglicemia. Deixe, por exemplo, que ele lamba um pouco de mel. Se recusar, esfregue o mel na parte de dentro dos seus lábios e nas gengivas.

Cães com propensão à hipoglicemia devem receber alimentos pelo menos 3 vezes por dia, ou ter comida à sua disposição em tempo integral. Isso manterá a taxa de açúcar no sangue sempre equilibrada. Mas lembre-se: é preciso tomar o cuidado para que ele não exagere na comida e acabe se tornando um pet obeso.

Convenhamos: hipoglicemia não combina em nada com um amigo tão doce quanto o seu pet, não é? Fique atento e leve-o sempre às consultas regulares com o médico-veterinário.

#hipoglicemiacanina #saudeanimal #cuidadoanimal #meupetevida #conteudoanimal #endocrinologiaveterinária

Hipoglicemia é a baixa taxa de açúcar no sangue.
Existem causas diversas para o seu surgimento, que vão desde a desnutrição até algumas doenças do fígado ou até a presença de parasitas intestinais. Problemas no pâncreas também pode levar o pet a um quadro de hipoglicemia.

Raças de pequeno porte, quando ainda jovens, e por não terem reserva de gordura ou fígados maduros, não conseguem produzir metabolizar o açúcar de que necessitam para fornecer energia ao corpo – e podem apresentar hipoglicemia, mesmo sendo animais saudáveis.

Cães diabéticos, por exemplo, podem sofrer de hipoglicemia por receberem dose inadequada de insulina. Neste caso, visitas regulares ao médico-veterinário são fundamentais para a manutenção das dosagens sempre adequadas.

Se o seu cão estiver com baixa taxa de açúcar no sangue, a primeira coisa que vai notar é que ele vai ficar sonolento, fraco, desorientado e até cambaleante.

Se, além disso, você observar que seu cão está fraco a ponto de desmaiar, está tendo convulsões ou está com dificuldades de respiração, leve-o imediatamente ao médico-veterinário, para uma avaliação. Infelizmente, a hipoglicemia grave, sem a devida assistência, pode levar ao óbito.

O quadro pode parecer assustador, mas se é reconhecido a tempo, pode ser melhorado com relativa rapidez. A primeira ação é oferecer algo para ele comer. Poucas colheres de comida costumam resolver, se o que ele tem é hipoglicemia. Deixe, por exemplo, que ele lamba um pouco de mel. Se recusar, esfregue o mel na parte de dentro dos seus lábios e nas gengivas.

Cães com propensão à hipoglicemia devem receber alimentos pelo menos 3 vezes por dia, ou ter comida à sua disposição em tempo integral. Isso manterá a taxa de açúcar no sangue sempre equilibrada. Mas lembre-se: é preciso tomar o cuidado para que ele não exagere na comida e acabe se tornando um pet obeso.

Convenhamos: hipoglicemia não combina em nada com um amigo tão doce quanto o seu pet, não é? Fique atento e leve-o sempre às consultas regulares com o médico-veterinário.

#hipoglicemiacanina #saudeanimal #cuidadoanimal #conteudoanimal #endocrinologiaveterinária

R$5,50

Conheça também outros posts:

  • Post 173

    Ler texto R$5,50 Comprar
  • Post 230

    Ler texto R$5,50 Comprar
  • Post 102

    Ler texto R$5,50 Comprar
  • Post 362

    Ler texto R$5,50 Comprar

O que vou receber ao fazer uma compra?

Cada um dos posts inclui:

1. Arte com imagem em alta resolução, personalizada com seu nome e seus dados. A arte final não conterá a marca d’água, nem qualquer referência ao PetPosts.

2. Texto/Descrição, com informações confiáveis, de alta qualidade e fácil leitura. Conteúdo profissional, com um toque divertido sensível e inteligente, que vai encantar quem ama pets! Média de 300 palavras por texto. Você poderá editá-los, se desejar.

3. Hashtags relevantes, para você se destacar, mesmo para quem ainda não é seu seguidor. Você também poderá editar suas hashtags, se desejar.

Quando vou receber meus posts personalizados?

Após sua compra e confirmação do pagamento, nossa equipe entrará em contato com você para definir a personalização dos seus posts, em até 1 dia útil. Você poderá adicionar sua logomarca (veja as especificações) ou seu nome, CRMV e telefone. Definida a personalização, ela será aplicada a todos os posts comprados por você.

Você receberá, então, um e-mail com todos os posts personalizados, seus respectivos textos e hashtags. Pronto! Você poderá postar nas redes sociais que desejar. Veja este vídeo, que explica como passo a passo como fazer as postagens.

Lembre-se de postar com a maior frequência possível! Isto gera maior sua visibilidade, aumenta o número de potenciais seguidores e favorece o engajamento deles com seu conteúdo!

//